Sunday, July 01, 2012

Como saber se uma relação é para durar?

Como encontrar a pessoa ideal? Como saber se ele gosta de mim? Como saber se vale a pena investir numa relação amorosa entre nós os dois? Como saber se o nosso amor é para sempre? Eu não faço a mínima ideia. E acho que isto levanta variadas questões, às quais eu não sei nem vou tentar responder. Onde eu quero chegar é que li um artigo na revista Sábado que falava sobre uns testes pensados por Hugo Gernsback, publicados em 1924 e que supostamente avaliavam a compatibilidade de casal.



Teste do revólver: Neste teste seria necessário ter o casal frente a frente numa mesa e uma terceira pessoa que, sem conhecimento do casal, dispararia um tiro para o ar. Para a relação ter pernas para andar seria necessário que pelo menos um dos parceiros conseguisse manter a calma nesta situação de tensão.

Teste do odor corporal: Parece que o cheiro é muito importante no que toca a compatibilidade entre duas pessoas. E por isso este teste.Um dos parceiros ficaria fechado dentro de um género de cápsula, onde transpiraria bastante, e apenas com um tubo para o exterior. O outro parceiro ficaria de fora, a avaliar o cheiro. Se o odor não provocasse reacções de repulsa, a relação era segura.

Teste da atracção física: Obviamente teria de haver atracção física. E como avaliar isso? Medindo o ritmo cardíaco aquando os abraços,beijos e afins. 

Teste da simpatia: Implicava que a mulher acompanhasse o parceiro numa situação incómoda ou traumática. Por exemplo, ir com ele dar sangue. Isto servia para avaliar a sua empatia pelo parceiro. Se durante a recolha ela mostrasse nervosismo ou excitação (ou contracções musculares e respiração profunda), era sinal de que o casamento podia dar certo.

Podem tentar fazer isto em casa. Não sei, se conseguirem. Até porque acho que não deve ser suposto as pessoas saberem que estão a ser avaliadas. Enfim, isto não está cientificamente provado. Mas achei que seria divertido!

9 comments:

Margarida said...

Era interessante saber se foram realizados esses testes em casais e qual o resultado.

O teste do revólver e da simpatia acho um bocado estranhos.

Mas os outros dois tem muito que se lhe diga e em parte estão correctos.

ESpliego said...

¡¡¡¡¡¡¡¡¡¡¡¡¡¡¡¡¡¡¡CAMPEONES CARAJO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Drain Bamage said...

sim, pk o teste do suor n é nada estranho... *ironias loucas*
kriatura, ha 90 anos ainda nem sabiam k o universo está em expançao acelarada lol isto ta tudo mal eles eram uma beka burros.

Sue said...

Já foi uma boa dica... ;)

Filipa said...

Eu este fim-de-semana vou obrigar o meu conjugue a dar sangue, mas acho que não vou suar nem ficar excitada... Não é nada sexy ficar com o braço esticado nem sequer mete medo, porque dar sangue não doí nada...

Turtle said...

Essa do odor corporal... não é preciso meter o homem dentro de uma cápsula, basta mandá-lo dar uma corridinha! :) Mas está interessante. Só não percebo a do revólver...

Criatura Mistério said...

Realmente não são teorias muito praticáveis... Mas a do revólver é a que gosto mais. E a mim faz-me algum sentido: num casal é necessário pelo menos um deles saber manter a calma. Caso contrário em crises ninguém consegue controlar a situação...

Paulo Nunes said...

Ui....há tanto para dizer sobre este assunto! já falei tanto e escrevi que já nem consigo repetir!
obviamente que esses testes são estupidos, mas os meus não vão muito longe disso também, mas o problema é que resultam. Aos olhos de uma psicologa, vais dizer que sou maluco (o que é verdade) mas as minhas teorias são de anos a observar sempre os mesmos erros, sempre as mesmas escolhas, sempre os mesmos comportamentos. pode não ser 100% certa, mas que lá anda pelos 98% anda! :)

Criatura Mistério said...

A experiência sempre vale de alguma coisa! :)